Esta Semana

22 maio
Experiências de Vida 2018Público-alvo: Jovens, público em geral, atores, ...
30 jul
O Programa  + Saúde  Todos os Dias é uma iniciativa da Academia da ...
08 ago
As free walking tour estão de volta ! Free walking tours are back! Gostava ...

Temas

+ Votados

Museu da Música Portuguesa - Casa Verdades de Faria


3ª a 6ª10h00 - 17h00
Sábado e domingo10h00 - 13h00 | 14h00 - 17h00

3,00€

Museu da Música Portuguesa - Casa Verdades de Faria Av. de Sabóia, n.º 1146
Monte Estoril 2765 -580 Estoril

O Museu da Música Portuguesa - Casa Verdades de Faria reune os espólios de duas grandes figuras da cultura portuguesa: Michel Giacometti e Fernando Lopes-Graça. Mais recentemente integrou também o acervo adquirido ao maestro Álvaro Cassuto pela Câmara Municipal de Cascais.

Em 1918, Jorge O'Neil (também responsável pela edificação da Torre de São Sebastião) mandou construir, no Monte Estoril, a Torre de São Patrício, atual Casa Verdades de Faria. O projecto foi desenhado por Raul Lino e o seu interior decorado com estuques pintados, vitrais e azulejos setecentistas.

Por volta de 1942, Enrique Mantero Belard adquiriu a Torre de S. Patrício, imprimindo algumas alterações na casa e no jardim. A sua mulher, Gertrudes Verdades de Faria, apaixonada por arte, promovia reuniões sociais e serões culturais, tendo exercido um importante trabalho de apoio e incentivo a profissionais do mundo artístico.

Após a morte da mulher, Mantero Belard fez o seu testamento beneficiando diversas instituições, entre elas a Câmara Municipal de Cascais, a quem legou a sua propriedade no Monte Estoril, para que viesse a constituir uma Casa-Museu e Jardim Público, de nome Verdades de Faria.

Assim, em 1981, após a aquisição das coleções de instrumentos musicais populares portugueses e objectos etnográficos, pertencentes ao etnomusicólogo Michel Giacometti, foi definido um programa museológico para a Casa Verdades Faria: nascia então o Museu da Música Regional Portuguesa, cuja aprovação data de 1987.

Foi nomeada uma Comissão Instaladora - da qual fez parte o próprio Michel Giacometti - com a colaboração do Instituto Português do Património Cultural e do Museu de Etnologia, que procurou estabelecer as linhas programáticas de funcionamento da instituição. Dois anos mais tarde, foi também adquirida a biblioteca especializada de Giacometti, que permitiu a criação do Centro de Documentação do Museu.

Em 1994, o compositor Fernando Lopes Graça, que colaborou estreitamente na investigação de Michel Giacometti, deixou em testamento à Câmara Municipal de Cascais todo o seu espólio, que veio a ser incorporado no museu em 1995, logo após a sua morte. Pelo âmbito mais alargado do seu acervo, o museu veio a conhecer a atual designação - Museu da Música Portuguesa.

A reunião dos espólios destas duas figuras determina a vocação do museu, que tem por missão e objetivo a preservação, conservação, estudo, divulgação e valorização do Património Musical Português.

O Museu da Música Portuguesa desenvolve um conjunto de ações no âmbito da investigação, conservação, documentação, comunicação e educação, apresentando um vasto programa cultural com exposições temporárias, ciclos de concertos, conferências, programas de acção educativa e promove, ainda, anualmente, o Prémio Lopes-Graça de Composição. Desde 2011 é ainda responsável pela organização do Prémio de Composição Machado e Cerveira.

Em 2005, o museu foi alvo de uma profunda intervenção de restauro e de remodelação dos espaços, tendo reaberto ao público com uma nova programação museológica e um variado leque de iniciativas ligadas à divulgação do trabalho de Giacometti e de Lopes-Graça. Para além da coleção permanente, o museu apresenta regularmente exposições temporárias que entram em diálogo com as suas temáticas.

Reservas visitáveis: 4ª e 6ª feira, sábado e domingo das 14h00 às 17h00
Centro de documentação: 5ª e 6ª feira das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00

Encerra à segunda-feira

Custo:
3,00€: Bilhete normal (12 anos e +12)
1,50€: Munícipe | Sénior (+ 65) | Estudante
Gratuíto: Crianças (11 anos e -11) | Situação de desemprego | Colaboradores municipais |  Membros do ICOM | Guias turísticos credenciados.
Também gratuíto (mas mediante amrcação prévia): Escolas | Associações sem fins lucrativos | Jornalistas em exercício de funções

Bilhete família: Na compra de 5 bilhetes, oferta de 1 bilhete
Passe 1 dia (Passe valido para um dia, com visita a todos os equipamentos do Bairro dos Museus. Não disponível aos feriados): 13,00€
Passe 3 dias (Passe valido para três dia, com visita a todos os equipamentos do Bairro dos Museus. Não disponível aos feriados): 19,00€

Contacto: 214 815 904/902 | mmp@cm-cascais.pt



Pesquisar na agenda

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisccbanner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais