Está aqui

Autarquia garante mais apoio social para quem precisa e obras viárias para mais e melhor mobilidade

Em reunião de Câmara foram aprovadas novas formas de intervenção social através da aprovação de um regulamento de acesso ao Programa de Apoio ao Arrendamento Habitacional Privado. Apesar da contenção orçamental, destaque também para novas obras que mantêm a coesão territorial do concelho. Perto de quatro milhões de euros de investimento num novo plano de intervenção viária de onde se destaca a intervenção de beneficiação das estradas Caparide-Tires, Abóboda-Conceição da Abóboda e novos pequenos arruamentos no concelho de Cascais.

Programa Municipal de Apoio ao Arrendamento Habitacional Privado:
Aprovado hoje em reunião de Câmara, o regulamento visa enquadrar legal e administrativamente o apoio ao arrendamento no mercado livre destinado a famílias com carência económica, de forma a criar uma alternativa à habitação social do concelho, minimizando progressivamente as dificuldades de acesso à habitação. Tem como objetivos: dinamizar o mercado habitacional privado de arrendamento; introduzir confiança, credibilidade e equilíbrio no mercado; criar uma resposta complementar à habitação social do concelho; minimizar progressivamente as dificuldades de acesso à habitação; promover a capacitação e organização familiar, potenciando a autonomia crescente das pessoas. A Câmara Municipal aprovará, anualmente, uma verba destinada ao apoio ao arrendamento, estimando um número de processos a contemplar, salvaguardando, contudo, os que à data estejam em vigor.


Plano de intervenção viária no concelho: mobilidade para todos 
É mais uma iniciativa de melhoramento e beneficiação da rede viária do concelho. Com perto de quatro milhões de euros de investimento, foram hoje anunciadas obras que prometem melhorar substancialmente a qualidade de vida das populações, nomeadamente do interior. Deste volume de investimento, a fatia de leão vai para duas obras consideradas essenciais: a estrada Abóboda-Conceição da Abóboda e a estrada Caparide-Tires. “Durante anos, houve um desinvestimento nas localidades do interior do concelho que se reflete em várias dimensões, sendo que a viária é uma das mais gritantes. As consequências para a qualidade de vida têm sido evidentes e é tempo de levar o desenvolvimento e a qualidade de vida por que Cascais é reconhecida a todos os pontos do concelho”, assinalou Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais. Orçamentadas estão também inúmeras pequenas obras de melhoramentos em toda a rede viária do concelho. “A conjuntura que vivemos não nos pode paralisar. Vivemos, como alguém dizia, a crise perfeita, porque os financiadores não financiam, os investidores não investem e, como consequência disso, os trabalhadores não têm trabalho. Precisamos de quebrar este ciclo. Precisamos que os trabalhadores trabalhem e, para isso, precisamos de investir com rigor e critério. É isso que em Cascais, à nossa escala, temos feito, com investimentos que tenham um impacto positivo na vida das pessoas, aumentem a qualidade de vida e promovam o desenvolvimento económico”, finalizou Carlos Carreiras.

Sugerimos também

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais