CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

Está aqui

Cascais premeia criatividade à volta do Pirilampo Mágico

Entrega de Prémios Concurso Pirilampo Mágico 2018.

Esta quarta-feira foi marcada pelo culminar do Concurso Pirilampo Mágico 2018. O Presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras, e a Diretora Geral da CERCICA, Rosa Neto, premiaram o Externato Florinda Leal com o primeiro lugar do Escalão Pré-Escolar, a Escola Básica Fausto Figueiredo com o mesmo lugar mas do Escalão do 1.º Ciclo, seguindo-se a EB1/ JI Manique no segundo lugar do mesmo Escalão, na sequência do concurso de expressão plástica, promovido pela CERCICA sob o tema Pirilampo Mágico.

Assim, seis escolas do Pré-Escolar e do 1.º Ciclo do concelho participam no desafio de criar um Pirilampo Mágico que fosse inédito, criativo, inovador, com qualidade artística, que se adequasse ao tema e que utilizasse materiais reciclados e/ou amigos do ambiente. Consoante estes critérios o júri de três elementos, constituído por um representante da CERCICA e duas personalidades convidadas, selecionou os vencedores de uma 'competição' que pretende sensibilizar e educar a comunidade para o tema da deficiência, através das crianças, para que a integração das pessoas com deficiência seja um valor a defender. 

A anfitriã Carla Agostinho, coordenadora da Escola Básica Fausto Figueiredo − palco da entrega dos prémios − explica em que é que se inspiraram os seus alunos para produzir um dos Pirilampos vencedores: “Nós apostámos na igualdade de género, sabendo que o Pirilampo não tem sexo, mas debruçando-nos sobre um tema que hoje em dia é muito importante. Duplicámos a imagem do feminino e do masculino para alertar para essa questão”.

No entanto, esta não é a primeira vez que a Escola Básica Fausto Figueiredo participa no concurso. Já o ano passado arrecadou o segundo lugar. “Tendo esta uma escola uma unidade de multideficiência, os nossos alunos já estão muito predispostos para as diferenças, principalmente queremos educar para a diferença e iniciativas como esta ajudam a sensibilizar porque eles envolvem-se, põem a ‘mão na massa’, fazem os trabalhos, recolhem os materiais, não se ficam pela teoria”, acrescenta Carla Agostinho.

Refira-se que, o prémio entregue ao primeiro lugar é um workshop a realizar na CERCICA (a escolher entre Arte e Criatividade, Azulejaria e Cerâmica, Horta Pedagógica e Agility) e um exemplar de uma coleção da Editora CERCICA para a biblioteca da escola. Já ao segundo classificado é atribuído este último exemplar, apesar de todos os participantes receberem um certificado de participação.

“Os nossos alunos gostam muito de iniciativas que envolvam concursos e expressão plástica. Tentámos inspirar-nos nas cores, com as mãos a representar a união e a participação de todos num projeto tão nobre. Procurámos os materiais reciclados mais coloridos, acima de tudo porque queremos que a vida de todas as crianças tenha cada vez mais cor e alegria, que estas possam brincar e crescer com harmonia” afirma Ana Rita Martins, Diretora Pedagógica do Externato Florinda Leal, vencedor do escalão Pré-Escolar a participar primeira vez no concurso. SJ

 

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisccbanner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais