Está aqui

Mestre Xavier homenageado na toponímia da rotunda do Dramático

Ao atribuir-lhe o topónimo da rotunda junto ao pavilhão do Dramático e Sportivo de Cascais, a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal homenagearam José Rocha Xavier.

A Rotunda José Rocha Xavier, junto ao Pavilhão do Dramático e Sportivo de Cascais , perpetua a memória de um homem que, para além de desportista - Internacional de Hóquei em Campo enquanto representante do Atlético Club de Portugal -, foi também treinador de Hóquei em Patins em três clubes do concelho (Associação da Juventude Salesiana do Estoril, Parede Futebol Club GDS Cascais).

Enquanto amante das modalidades em patins, o Mestre Xavier, como era conhecido José Rocha Xavier, foi o responsável pela introdução de muitos atletas nas várias modalidades da patinagem, desde o hóquei às corridas de patins. E isto, apesar de não saber patinar, como o seu filho Vítor Xavier, presente na inauguração da nova toponímia da rotunda, referiu: “O meu pai tinha o vício da patinagem, ensinou muita gente a patinar, apesar de não saber patinar”.

Na cerimónia de inauguração da toponímia da rotunda Metre Xavier, o presidente da Câmara Municipal de Cascais lembrou a importância do homenageado “na prática do Hóquei em Cascais, um concelho com tradição na modalidade”, salientando o facto de a homenagem ser o reconhecimento de alguém que ao longo da sua vida tocou muita gente: “Há gente que fica na história da história da gente”, disse Carlos Carreiras, citando o refrão de um fado da Mariza.

Pedro Morais Soares, presidente da Junta de Freguesia lembrou a personalidade ali homenageada e salientou a importância da atribuição da toponímia da rotunda ao Mestre Xavier, para os que foram seus contemporâneos, mas também para as gerações futuras que ali vão passar e questionar: “quem foi o Mestre José Xavier?”.

José Rocha Xavier nasceu em Rio Maior a 1 de abril de 1913 e veio residir para Cascais e trabalhar na Companhia de Telefones. Mas foi enquanto atleta de hóquei em Campo e também como treinador e amante das várias modalidades da patinagem que se destacou. Treinou três dos clubes do concelho, em vários escalões, e também outros clubes fora do concelho. Nessa qualidade de treinador foi campeão nacional e distrital por diversas vezes. Ficou ainda conhecido pela sua capacidade de ensinar a patinar. Durante 40 anos ensinou muitos jovens de Cascais a patinar, levando muita gente para as diversas modalidades da patinagem, do hóquei às corridas em patins. Recebeu a Medalha de Ouro de Bons Serviços atribuída pela Federação Portuguesa de Patinagem.

Faleceu a 28 de setembro de 1997.

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais