mais pessoas

Greg Stone
Greg Stone O biólogo marinho Greg Stone é um ...
André Oliveira - Sushiman no Mercado da Vila
André Oliveira - Sushiman no Mercado da VilaPara se ser especialista em cozinha ...
Miguel Rocha Vieira
Miguel Rocha VieiraMiguel Rocha Vieira, de 38 anos, tem no ...
Agatha Ruiz de la Prada
Agatha Ruiz de la Prada Agatha Ruiz de la Prada, que expôs de 9 ...

Está aqui

Joaquim Fernandes

“Quanto melhor for medida a informação, tanto uma decisão é mais bem tomada, envolvendo menos risco de erro e menos custos”.

Joaquim Fernandes vive e trabalha há mais de duas décadas em Cascais. Licenciado em Sociologia pelo ISCSP, pós-graduado em Estatística, está em fase de conclusão do mestrado de Estudos Regionais e Autárquicos. Lisboeta de Santa Justa, neto de pastores da Beira, criado nos Olivais Sul, é o homem da Estatística na Câmara Municipal de Cascais (CMC). Tem
orgulho nas suas raízes, no facto de ter sido trabalhador-estudante e sublinha que a sua origem ‘pobre’ o faz conseguir hoje realizar coisas sem se “pôr em bicos de pés”, motivar e mobilizar equipas. “As pessoas queixam-se sempre (da falta) dos meios, mas um chefe de equipa é tanto melhor quanto consegue concretizar sem muito dinheiro. E dá-me gozo
conseguir pôr a funcionar pessoas que ninguém punha, enfim, puxar pelas pessoas”.

A sua evolução na carreira de funcionário autárquico “tem sido natural” e em sintonia com a valorização da sua formação técnica e académica. Começou como 3º oficial administrativo e hoje é chefe da Divisão de Estatística, onde lidera uma equipa de seis pessoas. O seu foco é a melhoria da qualidade da informação produzida nos vários departamentos
camarários, mas também fornecer dados estatísticos em resposta a pedidos do executivo autárquico, da assembleia municipal, dos vários departamentos autárquicos mas também aos que chegam de particulares – como as consultoras imobiliárias.
Na CMC, o departamento de Urbanismo é provavelmente aquele que mais interage com a divisão de Estatística,pois sendo a “área que faz mais modificações no território, produz dados sobre novos fogos e novos alojamentos. Joaquim Fernandes defende que “antes de ser licenciado algo de novo, deveria existir uma caracterização prévia do ponto de vista demográfico e do ponto de vista dos equipamentos. “Preocupa-me - refere o responsável pela Divisão de Estatística - o ‘what’s this’ e não o ‘what it should be’. Os números são… o que são!”
 

Gostaria, eventualmente, que a sua função fosse menos reactiva. O impacto dos grandes eventos em que Cascais é anfitriã não tem sido medido com rigor, “tudo o que temos são estimativas”. Ora, medir o ROI (return on investment) dessas iniciativas seria certamente importante para o município, embora ele próprio reconheça que dificilmente o seu
departamento “teria capacidade de resposta”. O princípio que defende é simples e de estrito bom senso: “quanto melhor for medida a informação, tanto uma decisão é mais bem tomada, envolvendo menos risco de erro e menos custos”.

Os Censos 2011 foram um dos mais importantes projectos que liderou, gerindo cerca de 400 pessoas e seus humores - já tinha trabalhado nos Censos de 1991 e 2001. Trabalhou também no PDM – Plano Director Municipal, de 1992 a 1997. Recentemente, participou na Convenção dos Colaboradores do município, iniciativa que considera muito importante para “tirar as pessoas dos gabinetes e fazê-las darem as suas ideias: [a Convenção] tirou os esqueletos dos armários”.

Para a Câmara de Cascais, onde conheceu vários presidentes “cada um com o seu estilo, mais virado para o exterior ou mais de gabinete”, Joaquim Fernandes parece só ter palavras de gratidão: “A CMC trata bem os seus funcionários. Afirmo-o porque conheço outras autarquias. É preciso percebermos que isto é uma partilha, damos e recebemos. Há colegas
que não dão o devido valor…”.

O seu objectivo, como colaborador do município, esse, permanece inalterado: “ir ao encontro da missão da CMC, promovendo a melhoria da qualidade da informação estatística produzida no município, na nomenclatura e segundo as normas do Instituto Nacional de Estatística/INE”.

(Perfil do Colaborador, in C - Boletim Municipal, Agosto de 2011)

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais