Está aqui

Orçamento Participativo Cascais: A escola comanda o sonho

“Pelo sonho é que vamos”. A frase de Sebastião da Gama, escrita na parede da nova sala polivalente da Escola Básica de Bicesse, deu o mote para a cerimónia de inauguração de mais uma obra do Orçamento Participativo de Cascais. Mas, foi o sonho que pontuou também a festa na Escola Básica Rómulo de Carvalho, onde a vontade e o esforço de pais, alunos e restante comunidade educativa foi premiado com o há muito desejado telheiro que traz um outro conforto e proteção às crianças que frequentam o espaço exterior. Prova de que o OP de Cascais está aí e recomenda-se.
“Estas foram as obras 76 e 77 do Orçamento Participativo de Cascais” referiu Joana Pinto de Balsemão, vereadora da Câmara Municipal de Cascais”, lembrando que “este números falam por si” e mostram quer “O OP tem uma expressão fortíssima em Cascais”. A vereadora da Participação e Cidadania sublinhou que apesar da importância destas novas infraestruturas na vida de quem utiliza estas escolas, o mais interessante aconteceu quando “a palavra mais usada em ambas as cerimónias de inauguração foi a palavra Sonho, ou seja a simbologia de que temos que seguir o sonho e é isso que o Orçamento Participativo também é: o prosseguir e concretizar sonhos” reafirmou Joana Pinto de Balsemão.
 
Sandra Assunção, encarregada de educação e uma das proponentes da proposta para a Escola Básica Rómulo de Carvalho, também sublinhou que “ conseguimos também transmitir uma lição para os nossos filhos quando nos juntámos todos para concretizar este sonho para a nossa escola” E Apesar de haver muitas outras propostas, designadamente para outras escolas, “ todos juntos conseguimos que a comunidade votasse no nosso projeto” acrescentou Sandra Assunção.
 
A sala polivalente da Escola Básica de Bicesse veio substituir um contentor provisório onde as crianças realizavam as suas atividades de enriquecimento curricular. “ Já conhecíamos o orçamento participativo e achámos que era uma excelente oportunidade para conseguirmos substituir o contentor temporário por uma sala com todas as condições” afirmou Daniel Lago, um dos proponentes do projeto para a Escola EB1 de Bicesse que acrescentou “esta é uma forma de participação direta que temos à mão para definir prioridades pela própria a comunidade”.
 
 

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais