Está aqui

Presidente da República dá aula na Ibn Mucana

Marcelo Rebelo de Sousa visitou a Escola Básica e Secundária Ibn Mucana, em Alcabideche. O Presidente da República aceitou o convite, feito pela escola, de dar uma aula de Ciência Política sobre os 40 anos da Constituição da República Portuguesa e a Assembleia da República, o poder local e o papel do líder de Estado. Foi uma sessão recheada de conhecimento em nome próprio, com direito a muitas perguntas dos alunos, no final.

"Houve um dia em que os portugueses mais chegados à democracia votaram livremente para escolher aqueles que iriam fazer a Constituição", contou Marcelo aos presentes. "E eu, que era muito novinho, ainda tinha barba e bigode, fui um dos eleitos. Só que, como estávamos no meio de uma revolução, foi muito difícil. Cada um tinha as suas ideias, que não eram as mesmas. Por isso, o resultado foi um acordo."

O Presidente da República lembrou a experiência autárquica em Cascais: "eu próprio fui eleito deputado e presidente da Assembleia Municipal, de 1979 a 1982. Aos 30 anos, tive a experiência de ser da segunda geração de autarcas, quando praticamente não existia ainda poder local - ainda estávamos a descobrir como era. Tivemos de fazer as regras, descobrir como funcionar e detetar as necessidades básicas, como a água, o tratamento dos lixos e as vias de comunicação." Reforçou também a ideia de que, "uma das grandes diferenças desta democracia, em relação a toda a nossa história antes, chama-se poder local. Em Portugal, não temos populismos a prometer impossibilidades, porque os autarcas sentem rapidamente as necessidades reais."

Marcelo comentou ainda o processo democrático de proximididade no concelho de Cascais: "o poder local está mais próximo do povo. Aqui em Cascais até vamos mais longe, com o Orçamento Participativo. No vosso caso, também com o Orçamento Participativo Jovem. Pergunta-se às pessoas onde querem que se apliquem as prioridades de investimento. Vejam bem a mudança que houve - há 40 anos, isto era impossível."

Para Luísa Correia, professora da escola e promotora da iniciativa, a visita do Presidente da República torna-se particularmente importante, porque "os alunos do Secundário vão, em breve, ter exames de Economia e História sobre órgãos de soberania, a Constituição, mandatos e o poder local, por exemplo. Para os mais novos, porque está prestes a realizar-se o Orçamento Participativo Jovem de Cascais. Esta visita, por todas as razões, foi um privilégio."

Cascais Digital

banner_cascais_0banner_cascaisambiente_0banner_cascaisparticipa_0banner_cascaisjovem_0banner_cascalitosbanner_lojacascaisbanner_bairromuseus_0banner_geocascaisbanner_agendacascaisbanner_fixcascais